Quais os benefícios das certificações oficiais em RPA? (você conheça todas?)

Automação Robótica de Processos (RPA) é uma das principais tecnologias disponíveis no mercado e vem sendo aplicada em empresas de pequeno a grande porte para suporte às atividades realizadas por indivíduos ou possibilitando a integração de diversos sistemas complexos.

mercado de RPA vem crescendo mais de dois dígitos nos últimos 5 anos. Mesmo em um ano atípico, há sinais de que o mercado de RPA seguirá aquecido dada a necessidade das organizações retomarem sua produtividade de forma pouco invasiva, sem custos exagerados, mantendo as mesmas estruturas enxutas. Um sinal desse aquecimento é a escassez de profissionais técnicos e de gestão capacitados para trabalhar nesses temas: Analistas de Negócios para RPA, Desenvolvedores, Gestores de RPA e Arquitetos.

Uma das vantagens de se escolher a trilha de especialização em RPA é que não é necessário um conhecimento regresso de programação ou tecnologia. Como em qualquer área de tecnologia, sua competência pode ser obtida a partir de capacitações de curta duração, muito estudo e aplicação prática e algumas certificações.

Mas, quais os benefícios em se fazer uma certificação oficial em RPA?

Ao obter as certificações oficiais em RPA, você receberá uma trilha de capacitação orientada por profissionais com vivência e experiência e, ao final, comprovará para o mercado e para sua organização que conhece as melhores práticas metodológicas e para desenvolvimento dessa tecnologia.

Nesse sentido, você pode escolher uma das trilhas de capacitação:

Gestor RPA: Responsável pela criação, organização, manutenção do CoE (Centro de Excelência) que irá gerenciar de forma multidisciplinar as iniciativas de automatização na organização envolvendo as áreas de tecnologia, processos, negócios e equipe financeira. (https://practiaglobal.com.br/produto/gestor-rpa/)

Analista RPA: Responsável pela identificação, documentação, análise e valoração dos casos de negócio para desenvolvimento. Garante que o processo que será automatizado está bem documentado e irá permitir uma boa avaliação de ROI pelo CoE. (https://practiaglobal.com.br/produto/business-analyst/)

RPA Product Owner: Responsável por definir prioridade de automação dentro do seu processo, apoiar a gestão da mudança, acompanhar o retorno da automatização e garantir que sua equipe permita a atuação do analista e desenvolvedor RPA. (https://practiaglobal.com.br/produto/rpa-para-executivos/)

Desenvolvedor RPA: Responsável por desenvolver, manter, documentar, versionar e aplicar as melhores práticas de desenvolvimento para as automações de acordo com os requisitos funcionais levantados pelo Analista RPA. (https://practiaglobal.com.br/produto/rpa-uipath-developer-basico/)

Arquiteto RPA: Além de apoiar no desenvolvimento, irá garantir o melhor desenho de arquitetura e infraestrutura para escala de RPA. Ainda poderá apoiar e garantir a passagem das automações para o ambiente produtivo (https://practiaglobal.com.br/produto/workshop-rpa-uipath-developer-avancado/)

Citizen Developer RPA: Usuário final da área de negócios que irá suportar localmente a iniciativa de RPA com desenvolvimentos simples e ajustes para evitar a sobrecarga da área de sustentação e desenvolvimento (https://practiaglobal.com.br/produto/introducao-ao-rpa-analise-e-automatizacao-para-nao-programadores/)

Vale lembrar que a Practia é a primeira empresa na América Latina a oferecer cursos e certificações oficiais (em português e espanhol) para os mais diversos perfis e papéis em RPA nas principais plataformas do mercado. Vale lembrar que a Practia é a primeira empresa na América Latina a oferecer cursos e certificações oficiais (em português e espanhol) para os mais diversos perfis e papéis em RPA nas principais plataformas do mercado. Você pode ver todas as outras trilhas pelo link https://www.practiaglobal.com.br/treinamentos .

Além disso, alguns dados interessantes sobre o mercado de RPA.

De acordo com Indeed.com, o salário médio para um Desenvolvedor Senior de RPA, nos EUA, pode chegar a US$ 100.000 por ano.

O mercado de RPA está em uma fase de ruptura. À medida que novas ofertas, fornecedores e modelos estão surgindo rapidamente, apenas o RPA não é mais suficiente. Para aumentar a agilidade dos negócios, os líderes de TI devem maximizar a amplitude dos casos de uso de RPA e ficar à frente das tendências do mercado a partir da Hyperautomation.

Hyperautomation se refere a uma abordagem na qual as organizações identificam e automatizam rapidamente o maior número possível de processos de negócios. Envolve o uso de uma combinação de ferramentas tecnológicas, incluindo, entre outras, aprendizado de máquina, software empacotado e ferramentas de automação para fornecer trabalho. ”

Ou seja, a demanda de RPA com Hyperautomation tende a gerar uma demanda cada vez maior de trabalho e uma procura extensiva de profissionais capacitados. Digitalização organizacional é um caminho sem volta e depende tanto de tecnologia como de bons profissionais.

Gilberto Strafacci Neto

Chief Operating Officer da Practia Brasil (www.practiaglobal.com.br) e Senior Partner do Setec Consulting Group (www.setecnet.com.br). Master Business Essentials CORe Program pela Harvard Business School, MBA em Liderança e Inovação, Engenheiro Mecânico pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Master Black Belt, Agile Coach, Design Thinker, Manager 3.0, Certified Six Sigma Master Black Belt pela American Society for Quality (ASQ) e Certified Scrum Master pela Scrum Alliance e Facilitador Certificado LEGO® SERIOUS PLAY®